Florais

como cura pra infertilidade

Entrevista para o Site Cadê meu Neném -

porque engravidar não é fácil

6 de fevereiro de 2017 by Pri Portugal


 


Na procura por um tratamento natural, não invasivo e sem contraindicações, você pode acabar se deparando com os florais (de Bach, de Gaia, da Califórnia, do Alaska…) e foi o que aconteceu comigo. Eles já me proporcionaram grandes transformações, inclusive diminuíram consideravelmente minha TPM e minhas cólicas menstruais. Não é magia, não é chá: é uma ciência séria, estudada desde a década de 30, que funciona mesmo. E ninguém melhor para explicar como eles agem no corpo e nas emoções da gente que a minha terapeuta, a Ana Roxo, que atua há 14 anos, é superexpert e inclusive dá cursos na área.


“Em primeiro lugar, os florais tratam pessoas ou seres e não condições físicas ou doenças e, portanto, não recomendamos florais para uma condição. Neste e em todos os casos deverá acontecer um entendimento mais amplo da situação atual e de vida desta pessoa. Desde um perfil básico até questões mais remotas na história pessoal que podem ter contribuído para um quadro se estabelecer. O trabalho que os florais propõem é melhorar a percepção de si e entender padrões e crenças que, muitas vezes, são limitadoras e interferem diretamente nas nossas emoções, sentimentos e comportamentos, podendo, por consequência, interferir no corpo físico”, diz.


Quer exemplos? Se você não se sente capaz de assumir a responsabilidade de ser mãe, tem dúvidas quanto à escolha do pai do seu bebê ou mesmo a qualidade do casamento como base para uma família, se sente medo de perder sua liberdade, se sofreu violência ou traumas… tudo isso, enquanto não for resolvido, pode complicar ou até impedir uma gravidez. Então, nada como uma boa conversa com um profissional especializado.


Mas existem, sim, florais que trabalham princípios fundamentais para mulheres que querem ser mães. “De maneira geral, os florais femininos são muito recomendados nessa fase, como o Alpine Lily (Florais da Califórnia), pois trabalham fundamentalmente o prazer de ser mulher, com identidade, aceitação e integração harmoniosa do corpo feminino e seus órgãos. Já o She Oak (Florais do Bush Australiano) trabalha equilíbrio hormonal, concepção e fertilidade nas mulheres. O Pomegranate (Florais da Califórnia) atua no princípio da criatividade feminina e propõe a percepção dos valores da nossa contribuição feminina para o mundo, na vida pessoal, familiar e profissional, e na preparação da identidade feminina para o acolhimento de um novo ser. O Mariposa Lily (Florais da Califórnia) trabalha a consciência maternal, nutrição e vínculo afetivo mãe-filho enquanto o Pregnancy Support (Florais do Alaska) auxilia na criação de um espaço de acolhimento e nutrição para o desenvolvimento de um bebê. Pensaria também em Indian Paintbrush (Florais da Califórnia), que fortalece o princípio criativo”, explica.



Site: http//www.cademeunenem.com.br/florais-como-cura-da-infertilidade/#more-123


Fecebook: https://www.facebook.com/cadeomeunenem/?fref=ts



 ___________________________________________

Informações importantes:

Florais não são medicamentos, são remédios para o autocuidado, de uso livre e sem efeitos colaterais (OMS).

As essências florais trabalham pelo equilíbrio emocional e mental dos indivíduos, atuando no corpo físico por conseqüência desta harmonia;

O tratamento com florais não substitui tratamentos médicos tradicionais ou vice-versa. 

As essências florais são melhor aproveitadas dentro de um tratamento terapêutico, embora a sua utilização circunstancial seja de grande benefício.

Cursos     |     Atendimentos    |    Indicação de Fórmulas     |    Busca                    

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas

Organização e Bem-estar


Filhos do Tempo


Superando os Medos


Relacionamentos Dependentes

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas

Organização e Bem-estar


Filhos do Tempo


Superando os Medos


Relacionamentos Dependentes

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas

Organização e Bem-estar


Filhos do Tempo


Superando os Medos


Relacionamentos Dependentes

Matérias Publicadas

Matérias Publicadas