Ana Roxo  Terapia Floral

 

Perguntas Freqüentes

Veja se as suas dúvidas estão respondidas aqui. Do contrário, entre em contato para obter todas as informações que necessita.


Os florais são remédios ou medicamentos?

Os florais são remédios.

São considerados remédios os cuidados para tratar enfermidades, desequilíbrios ou crises (emocionais, existenciais, etc) como repouso, exercícios, chás, dietas ou regimes, alguns medicamentos que tratam doenças (não os sintomas), massagens e etc, entre vários outros cuidados. Os medicamentos são produtos (substâncias) produzidos ou manipulados em farmácias, laboratórios ou indústrias farmacêuticas e portanto seguem normas e condições específicas de produção e legalização.

Ref.: Cartilha da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) “O que devemos saber sobre medicamentos?”, São Paulo, 2010, 104p.


Faço tratamento médico e tomo medicamentos. Posso fazer a Terapia Floral?

A ingestão de florais não interfere em tratamentos médicos tradicionais. O conteúdo das essências florais são de ordem vibracional / consciencial ou seja, não contém princípio ativo; portanto, mesmo tomando medicamentos não há interação de substâncias físicas no que se refere a ingestão dos florais.


É possível ficar dependente dos Florais?

Não, os florais não causam dependência por dois motivos iniciais: depois que as essências florais equilibram nossos estados, aqueles florais que foram ingeridos para essa recuperação não atuam mais no nosso sistema. Assim, aqueles florais não têm mais campo de atuação. E também, muito basicamente, porque o processo terapêutico que se dá durante as consultas mostra que o retorno ao equilíbrio depende exclusivamente de quem se submete a terapia, da sua dedicação pelo auto conhecimento e pelo entendimento das situações vividas. Ou seja, todo o processo terapêutico se desenvolve no indivíduo e por ele mesmo com a ajuda dos florais.


Pessoas que não podem ingerir álcool podem tomar floral?

Para quem não pode ou não quer ingerir álcool existem outros conservantes como vinagre de maçã, arroz , uva ou ainda glicerina vegetal. Mas, como o gosto desses conservantes é bem característico, existe ainda a possibilidade de fazer o floral apenas em água mineral. Neste caso, o floral deve ser guardado na geladeira para que sua conservação não fique comprometida. E, mesmo assim, a durabilidade deste floral ficará em torno de 15 dias aproximadamente. De qualquer modo, o floral contido no vidro de estoque vem dos produtores com conservante alcoólico. Então mesmo que se faça o vidro de uso somente em água, ele conterá uma quantidade mínima, quase imperceptível, de álcool.


Existe aconselhamento durante a Terapia Floral?

No meu trabalho não. O direcionamento da terapia é para o indivíduo escutar a si mesmo e aprender a escutar o que sua alma anseia. Se cada indivíduo é único na sua singularidade e na sua maneira de entender a realidade, qualquer direcionamento externo virá  de algo que não é a sua própria natureza portanto, inválido para este tipo de terapia.


O tratamento com florais substitui tratamentos médicos convencionais?

Não. A medicina de maneira geral, entende a doença como algo externo (vírus, bactérias, etc) agredindo a fisiologia (funcionamento mecânico, físico e bioquímico dos seres vivos) dos indivíduos. A Terapia Floral  “entende” que as doenças se estabelecem no corpo físico através de desequilíbrios mentais e emocionais. Portanto são entendimentos diferentes e assim, tratamentos também diferentes. Mas, nenhum terapeuta responsável deve indicar a interrupção de tratamentos tradicionais, mesmo porque um tratamento não interfere no outro. Quem dá alta médica ou indicação de medicamentos são médicos, não terapeutas.  A Terapia Floral pode trabalhar em paralelo ao tratamento médico tradicional, no sentido de equilibrar o indivíduo na busca da sua cura. Ela auxilia também a diminuição dos efeitos colaterais de alguns tratamentos tradicionais.


Os florais tratam problemas físicos?

A princípio não, já que os florais atuam nos desequilíbrios mentais e emocionais. Mas, havendo a recuperação destes desequilíbrios existe também a forte possibilidade da recuperação física. Isso é o que se percebe em consultório e também através de muitos relatos de pessoas que se submeteram a tratamentos alternativos e tiveram a recuperação completa de algumas doenças.


Quanto tempo leva uma Terapia Floral?

O tempo depende de cada indivíduo e do tema a ser tratado. Se forem temas arraigados que fazem parte da história e formação do indivíduo o tratamento tende a ser mais longo. Se forem temas circunstanciais tende a ser mais rápido. Assim, não é possível precisar a duração; pode ir de alguns poucos meses a anos.


Como escolher o terapeuta adequado?

Além de buscar referências sobre o profissional e como ele trabalha, é muito importante que haja entrosamento entre o terapeuta e o cliente. Que ambos sintam-se à vontade e confiem um no outro. Essa é a base para qualquer terapia funcionar bem. Assim, invista em achar um profissional que além de ser idôneo, dedicado e preparado,  lhe transmita também segurança e conforto.


O terapeuta vai me orientar em como devo conduzir a minha vida?

Não. Só quem deve conduzir a sua vida é você mesmo em contato com os seus princípios, potencialidades e necessidades. Ninguém pode viver a sua vida por você e assim, ninguém pode dizer o que é melhor ou pior para você.


Os florais podem me curar?

Os florais ajudam no processo de cura e, em alguns momentos, eles podem ser fundamentais para encontrarmos o equilíbrio. Mas quem se cura somos nós mesmos. Nós nos desequilibramos e somente nós  podemos voltar ao equilíbrio. Ou seja, a cura.


Posso fazer Terapia Floral como prevenção de possíveis problemas?

Pode sim. E esse é um tratamento que não requer consultas constantes.


Tem idade para iniciar um tratamento com florais?

Não. Qualquer momento que se sinta necessidade é um bom momento para fazer a Terapia Floral.


Preciso fazer a terapia ou basta tomar os florais?

O processo terapêutico é sempre o mais indicado. É nele que fica mais fácil a compreensão e a razão dos desequilíbrios e assim, há a possibilidade de não haver retorno ao estado anterior.


Quais as contra-indicações dos florais?

Não há relatos de contra-indicações. Não é comum mas, em algumas situações há o que chamamos de crises de conscientização. São reações do organismo na busca do equilíbrio em resposta a ingestão dos florais. Geralmente acontecem quando os desequilíbrios  são intensos e são impactados com a atuação dos florais;  duram normalmente de 3 ou 4 dias  desaparecendo em seguida. Pela minha experiência, não tenho conhecimento de reações graves.  Mas algumas poucas e intensas reações suficientes para haver a parada necessária para o descanso ou para ao retorno a um estado menos comprometido que anteriormente. Por exemplo: cansaço extremo num perfil pessoal que não reconhece limites, onde a reação dos florais foi a  parada imposta para o descanso.


Vou deixar de ser quem eu sou se tomar um floral “errado”?

Não é possível alguém deixar de ser o que é. Nós sempre somos o que somos no equilíbrio ou no desequilíbrio.  Se alguém tomar um floral para um determinado estado de alma o qual não vivência, nada vai acontecer. Será o mesmo que tomar água. Porque para haver a atuação dos florais tem de haver um estado em desequilíbrio; do contrário não há campo de atuação para os florais e nada acontece.


Qual é a diferença entre um profissional que indica florais e um terapeuta floral?

O profissional que indica florais é, a princípio, uma pessoa que conhece os florais e suas aplicações. Assim ele indica florais para as questões que são trazidas. Ex: Vou fazer uma prova e estou com medo. Este profissional vai indicar alguns florais para medo, concentração, etc. Na mesma situação, um terapeuta vai também indicar florais para medo, mas na continuidade da terapia vai ficar mais claro se  era medo ou se também poderia ser um estado de insegurança, baixa auto-estima, se o medo é um sentimento presente na vida deste indivíduo , etc. Assim, um terapeuta, além dos conhecimentos dos conceitos dos florais, estuda e pesquisa a dinâmica interna do indivíduo a fim de fazer com que ele atue na auto-compreensão dos seus processos, ressignificando o que até então trazia como verdade, podendo assim mudar um padrão de comportamento.


Faço outras terapias alternativas posso fazer também a Terapia Floral?

Não há nenhum problema em fazer terapias combinadas, desde que todos os terapeutas que atuam no seu tratamento saibam quais as terapias que você utiliza. Alguns médicos homeopatas não gostam  que se combinem terapias. Assim cabe a você questionar o médico, se for o caso.


A terapia vai me dizer se estou certa ou errada?

No que diz respeito a conteúdo pessoal só você mesma pode dizer se você está certa ou errada. A terapia vai ajudá-la a enxergar com mais clareza as suas certezas e assim obter um melhor desempenho na vida. Mas, certo e errado neste caso  é condição de valor pessoal.


Terapia não é uma ajuda para fracos e para quem não sabem resolver os seus problemas?

Não existem pessoas fracas e fortes dentro da visão integral do ser. O que existe são pessoas diferentes com qualidades e características em diferentes intensidades e em diferentes estados. Antes de entrar na singularidade de cada indivíduo, todos nós pertencemos a mesma raça e estamos vivendo o mesmo nível de evolução. Assim, qualquer um de nós pode viver desequilíbrios, psíquicos ou físicos, a qualquer momento dependendo do seu estado e das condições de vida a que está submetido. Como se desenvolverá esse desequilíbrio dependerá da singularidade de cada indivíduo.


Como os florais podem resolver os meus problemas?

Os florais não vão resolver os seus problemas. Somente você pode resolver os seus problemas. Os florais vão ajudá-lo a estar mais equilibrado e assim tornar mais fácil lidar com os problemas no dia-a-dia.  Se forem problemas de ordem mental e emocional os florais vão ajudar a estabilizá-lo e assim tornar possível uma investigação dos motivos que desencadearam os seus problemas e ajudar a superá-los.

Cursos     |     Atendimentos     |   Indicação de Fórmulas     |    Busca