Psicossomática


Na medicina tradicional os sintomas de uma  doença levam a análise de determinados órgãos, e uma doença só se estabelece a partir da agressão de algum invasor (bactérias, vírus, etc) ou de uma anomalia do funcionamento considerado normal de determinada célula ou tecido, podendo comprometer um órgão ou o sistema de um indivíduo como um todo.

A psicossomática estuda a relação dos sintomas de uma doença com os desequilíbrios mentais e emocionais. É  a leitura e a compreensão dos sintomas de uma doença como mensageiros de oportunidades para uma reorientação dos propósitos do indivíduo.

Dentro desta visão, os sintomas mostram o quanto o indivíduo pode estar apartado da sua essência (dotes, talentos, condutas e características originais) e qual  o possível desequilíbrio que precisa ser integrado por ele a  partir dos órgãos  afetados, suas reações e tratamento.


A doença então, não seria somente o contato com a sombra (conteúdos reprimidos, negados e apartados da consciência) mas, justamente por haver este contato, a oportunidade da integração destes conteúdos relegados, transformando suas vidas e reorientando seus propósitos como seres individuais e singulares.

 

Cursos     |     Atendimentos   |     Indicação de Fórmulas     |    Busca                    

Auxiliares da Terapia

Psicossomática


Teorias de Jung


Psicologia Humanista


Filosofia