Distúrbios do Sono


Ainda se sabe pouco sobre o sono, o sonhar  e os distúrbios apresentados por algumas pessoas nesse extenso período da vida. Pelo que se observa pode-se pensar que a função dele é reguladora e restauradora da conservação da energia e, para a psique, ajuda na elaboração e organização dos conteúdos vividos.

O sono é um estado reversível de desligamento temporário da percepção consciente do ambiente. É uma necessidade fisiológica e responde aos estímulos externos e internos  voltando ao estado de vigília .

Apesar da aparente tranquilidade dessa fase, o sono se caracteriza por um estado complexo e ativo de mecanismos fisiológicos e comportamentais envolvendo principalmente o sistema nervoso central.

Pelo que se conhece, há duas fases fisiológicas do sono que são:

NREM que se caracteriza por movimentos oculares lentos, espasmos musculares e baixa função fisiológica quando comparado ao estado de vigília. Observa-se 4 estágios nessa fase e quanto mais profundo o estágio, mais desorganizado e desorientado está o pensamento se acordado nesse momento. Sonambulismo, enurese e terror noturno geralmente ocorrem na fase 4. O estado NREM dura aproximadamente 90 minutos quando então dá lugar a próxima fase.

REM  com movimentos oculares rápidos com alta atividade cerebral. Algumas funções superam freqüentemente o estado de vigília, como pulso, respiração e pressão. Mas nessa fase há  uma paralisação quase total os músculos posturais e assim os movimentos estão ausentes nessa fase. Há atividade do sonhar e os relatos indicam sonhos tipicamente confusos e surreais. Este estágio dura de menos de 10 a 40 minutos com o passar da noite.

Os ciclos de estágios são bem regulares e relativamente bem previsíveis durante o desenvolvimento do sono normal.

Os distúrbios são divididos em:  


Dissonias

Insônia

Dificuldade para iniciar ou manter o sono de forma satisfatória e que proporcione descanso. Algumas vezes o sono pode ser interrompido repetidas vezes durante a noite (alguns chamam de sono leve) e que acaba por causar cansaço, dificuldade de concentração e rendimento, falta de energia ou grande irritação e nervosismo durante o dia. Para realmente se caracterizar como insônia este estado deve se manifestar no mínimo por um  período de aproximadamente 40 a 50 dias.

Hipersonia

Sonolência excessiva. Os indivíduos com esse distúrbio dormem a noite e mesmo assim tem sonolência boa parte do dia.

Narcolepsia

É o estado de sonolência excessiva diurna mas com a capacidade de pegar no sono abruptamente o que pode ocasionar altos riscos no trabalho, no trânsito, operando máquinas, etc. É uma anomalia no mecanismo de inibição do sono REM. Em alguns casos horários programados de cochilos diurnos podem ajudar muito .

Transtorno Relacionado a Respiração

Aqui entram os distúrbios como as apnéias, hipopnéias, etc que se caracterizam pela alteração dos ciclos respiratórios com possível prejuízo cardiovascular.

Ciclos Sono-vigília

Grandes alteração no relógio biológico como mudanças seguidas de turno (diurno/noturno), sono atrasado mais freqüente que o desejado, mudanças constantes de fuso horário podem complicar seriamente a saúde do sono.


Parassonias

Pesadelos

Sonhos longos ou intensos de caráter assustador com ameaças a sobrevivência ou a segurança física e psíquica no sonho. Podem ser longos ou curtos mas de grande intensidade e realismo na sensação de perigo. Geralmente acontecem na fase REM.

Terror Noturno

Se caracteriza pelo despertar noturno durante um pesadelo aterrorizante quando o indivíduo  muitas vezes acorda sentado, gritando com muita ansiedade ou pânico.

Com uma expressão de terror, permanecem em pânico e desorientados por alguns segundos após acordarem.

Sonambulismo

Consiste em uma seqüência de complexos comportamentos que ocorrem nas fases 3 e 4 do sono NREM. Normalmente levantam-se da cama e andam pela casa ou saem pela rua, falam e/ou realizam alguma atividade durante o sono. Geralmente iniciam no primeiro terço da noite e os indivíduos que sofrem desse transtorno não lembram do episódio.

Bruxismo

Se caracteriza pelo ranger de dentes geralmente na fase 2 do NREM. Geralmente passa desapercebido e muitas vezes causa dores nas mandíbulas durante o dia e eventualmente problemas dentários.

Sonilóquio

É caracterizada pela fala durante o sono. Normalmente são poucas palavras de difícil compreensão sobre o dia-a-dia, nem sempre relatam os seus sonhos e raramente falam segredos o assuntos coerentes.

Transtorno Comportamental REM

Comportamentos violentos e complexos na encenação dos sonhos. Geralmente há riscos físicos aos portadores do transtornos tanto quanto para as pessoas que com eles dormem.

Paralisia do Sono

Paralisia muscular que impede qualquer movimento, inclusive abrir os olhos, ao acordar ou ao iniciar o sono. Causa uma certa aflição em quem o vivência e dura poucos segundos.

Distúrbios do Sono por Transtorno Mental, Doenças ou Medicamentos

Há ainda os distúrbios do sono em decorrência de medicamentos que servem a outro tratamento pelo qual o indivíduo passa.  Dores, algumas doenças degenerativas, os transtornos mórbidos como transtorno da depressão, transtorno bipolar,  alcoolismo, dependentes químicos, etc.

Comportamento e Enfermidades

Cursos     |     Atendimentos    |    Indicação de Fórmulas     |    Busca