flower_blue

As Plantas e as Essências Florais

Desde o início da história da humanidade, os homens se utilizam das plantas para sua alimentação e saúde. Há relatos de que alguns povos há mais de 5.000 anos, se utilizavam do orvalho encontrado nas plantas como tratamento.

Paracelso, médico alquimista do século XVI,  também tratava o desequilíbrio dos seus pacientes com as gotas de orvalho recolhidas das plantas. Ele e Giambattista della Porta desenvolveram a Doutrina das Assinaturas, um estudo que defende que a forma física das plantas têm relação direta com as suas principais propriedades.

 

Porque as Flores:
Dentre todos os reinos (mineral, vegetal e animal) e ao contrário do que se pensa, as plantas são tão ou mais complexas do que os animais a partir da observação biofísica destes indivíduos, segundo alguns botânicos. Assim como nos animais, as plantas tem sua singularidade mesmo dentro de sua família, gênero e espécie. Cada planta é um indivíduo cujas características são únicas. Dentre todas roseiras, por exemplo, não há um único “pé” igual a outro na compreensão da botânica.

A flor é considerada a parte mais nobre das plantas devido ao seu grau de complexidade e sofisticação, desde o desenvolvimento até toda a articulação e logística necessária para a sua reprodução. E é da flor que surgem o fruto e/ou a semente, portanto todo o “vir-a-ser” de uma planta está representada na flor. E todas as potencialidades da planta estão contidas nela, na flor, que reúne todas as qualidades das plantas no seu ponto máximo de exuberância, expostos para o mundo.

 

Pesquisa e Observação:
A pesquisa e observação das essências florais compreendem um longo processo que se inicia na observação da planta com suas características físicas e as correlações de possíveis significados, como se relaciona com seu meio e também no estudo das experiências das pessoas que se utilizam das essências. Por mais complexos e singulares que sejam os indivíduos na sua resposta a cada essência ingerida, não se comparam a amplitude de observação e percepção que são utilizados nos estudos das plantas das quais são desenvolvidas as essências.

Dentro das pesquisas das plantas são utilizadas as informações fitoterápicas de várias culturas ou tradições que se tem conhecimento. Porém, supera em muito a observação física da planta, com sua forma particular, cores, aromas, seu padrão de crescimento, sua inflorescência, seu habitat, sua classificação botânica e como se relaciona em seu meio, para compreender o conceito da essência que será produzida e suas características.

A partir da compreensão alquímica de que a natureza é escrita numa linguagem que podemos identificar e traduzir, podemos deduzir muito do significado das características das famílias botânicas e todas as suas características físicas. 

Não citei aqui a importância do sintonizador da essência, a pessoa que co-cria uma essência floral, porque isto requer um texto exclusivo que consiga abranger a complexidade e sensibilidade dessas pessoas. Espero em breve conseguir inspiração para elaborar este texto.

O que é?

Wild_Dif

A Terapia Floral é uma prática terapêutica que tem por objetivo o equilíbrio das emoções, o autoconhecimento e a mudança de comportamento. Aqui você vai ver mais detalhes sobre esse processo.

Quando fazer?

leaved-bellflower

Você pode fazer Terapia Floral em qualquer momento. Veja quais são as fases da vida onde mais pessoas procuram este tipo de tratamento.

Como é a terapia?

blue_flowers

Saiba mais como o processo terapêutico acontece tendo como base as essências florais, que são catalisadoras de equilíbrio e mudanças.

Essências Florais

blue

Muitas pessoas perguntam em algum momento da terapia, o que são as essências forais e como são produzidas. Veja essas informações aqui.

Sistemas Florais

leaved_bellflower

Você sabia que existem vários sistemas florais no Brasil e no mundo e não apenas os já famosos Florais de Bach? Veja aqui.